domingo, 19 de setembro de 2010

Do meu desespero

Dizem por aí que conhecer é poder. E nunca se pode impunemente, pois quanto mais se sabe, menos se escolhe por inconsciência. O conhecimento se estranha com os desarrazoados, justamente porque estes assim o são para suportar toda uma vida que se crê possível pautada exclusivamente pela razão. Uma vida contida e metida à sabichona; uma vida que quanto mais fala, mais some sem deixar vestígios (parafraseando Luis Antonio Baptista).

Um comentário:

  1. Do menino que quanto mais falava mais somia, digo, somava, digo, sumia?

    ResponderExcluir